domingo, 2 de outubro de 2016

Todo dia acordo cedo
Tomo banho
E vou trabalhar na praça
Pra comprar meu pão
Com a força e a raça
De um cara que ainda
Acredita no ser humano

Mas
No meio da madrugada
Visto a minha melhor roupa
Pra conversar com meus amigos
Dostoievski
Balzac
Proust
Joyce
Ezra Pound
Bukowski
Talking between intelligent men

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Compreenda

Compreendo que os homens são iguais mas alguns são cais
No meio da tormenta e algum ao mesmo tempo pode ser uma pimenta
Que pode excitar seu paladar
Sei que os meus versos simples constituem a energia mais quente
Com mais desejo e carinho
Entre os tantos caminhos que você já percorreu
Então pergunto revoltado pra você: por que não
Eu
Se você sabe ou pelos menos pode suspeitar
Que esse carinho seria o mais certinho
Pro seu paladar?

Karman guia

Eu sou como soo: vidente
E vivo intempestivamente
Todas cores do carmim 

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

eu e você

Sob o manto azul
Escuro da noite
No canto ouro e rosa
E azul claro do dia
Eu te digo
Meu amor
Este mundo é um cão
Um vulcão
Um furacão
Um terremoto
O tempo todo
Sem parar
Esse mundo é um turbilhão
Nosso mundo é tudo isso
Mas ele é suave é uma nave é uma chave é um devir imperceptível
O tempo roda
Micromolecular 

oferenda

prenda
oferenda
beleza nua
a face sua
mulher coiote
mulher mascote
mulher leão
leoa foca
sua atenção
na minha boca
na minha mão
você é uma prenda
uma oferenda
lençol de renda
tudo de bom


War mness

Esse calor
Esse calar
Essa colher
Cheia de chá
Esse colher
É o que há
Esse colar
Que eu ostento
Com as missangas
Do intento
E todas contas
Do pensamento
E todos cantos
Do sentimento
Tontos sons tantos
Que vêm no vento
Essa guerra
Essa paz
Essa fera
Ah demais
Esse colar
Que nos seduz
E não reduz
Mas reluz
A nossa tez
Bem mais que dez
Esse grudar
O calor do colar
Do amor
No nosso mel
Aos nossos pés
A sustança
Dança na roda
Criança
Mulher
Comigo
Aos meus pés
O seu abrigo

O meu amor
Aos vossos pés
Meu amor 

Allthetimesmente

Saiba que
Sometimesmente
Você vem me visitar
Seja toda hora
O tempo todo em meu pensar
Seja no desejo
Dos beijos pra beijar
Ou seja no senhor dos sonhos
Que eu gosto de sonhar
Mas saiba que sou feliz
Porque tenho você
No passado
No presente
No futuro
Nós dois juntos
No mundo 

SincEros

Eu penso em você
A cada segundo
De todos os dias
De todos os anos
Desde que eu te conheci
E parece que foi o princípio de tudo
Pra mim parece que foi no começo do mundo
E desde então
Eu adoro você
Meu grande amor
Meu querer 

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Chama

Pode me chamar de cigano
Eu sei que você pensa muito em mim
E sente a minha falta
Essa vontade da gente
Das nossas vozes juntas
Que são tão diferentes
Mas que se casam de um modo lindo
Agora e para sempre 

Jogo 2

Quero te encontrar e beijar sua boca
Quero me aventurar e beijar você
Toda cada polegada do seu corpo
Me embaralhar com cada fagulha

Do seu fogo
Me dá logo
Esse jogo

De amar






















Chama


Pode me chamar de cigano
Eu sei que você pensa muito em mim
E sente a minha falta
Essa vontade da gente
Das nossas vozes juntas
Que são tão diferentes
Mas que se casam de um modo lindo
Agora e para sempre 

Hora hm

Eu sei que tem a hora certa
O tempo e o lugar
Mas minha vontade berra
Eu quero te encontrar
Sussurra com carinho
Exige com tesão
Quero pegar tua mão
Beijar o seu jeitinho
Rolar pelo colchão
No seu abraço sorrindo
No seu desejo lindo


Contente

Adivinha em quem eu penso
Assim que de manhã abro os olhos
Da mente
Antes mesmo de acordar
Completamente
E em quem eu vou pensando ao longo do dia
Sem parar pra pensar que é uma louca alegria
Essa minha obsessão essa sessão de cinema
O tempo todo no olhar que te sente
Presente
Adivinha quais os meus pensamentos
Quando deito no leito
E quase durmo
E é com o nome nos lábios e a face que eu amo nos olhos
Que eu durmo
E sonho
Contente 

Leo e Lisa

Ah
Mas se você
É Mona Lisa e é
Fera é leoa é pantera

Eu sou o seu
Leonardo
Eu sou
O seu leopardo
Eu sou o seu leão 

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Convida

Veja bem minha flor meu bebê tudo que se pede de você é você e o que você ganha com isso é um jogo de perde perde e tudo passa assim sem dor nem compromisso levando pra longe o sim o sensacional e o carmim; já eu tudo que quero de você é nós somos nós é o nó que nós somos é a soma que somos nós dois, e isso sim é vida é verdade é vontade é a felicidade recém-casada e convida 

Luz

sorriso e a flor
seja como for ou com isso
eu sei que vou conseguir (R)escrever

esse lago calmo e amigo
indescritível
onde mora o monstro pré-histórico que gosto e ver

essa luz que ofusca quer dizer que é um fusca voador
um objeto identificado na noite sem dormir no dia sem rancor no meio da
mente

que esse monte de água em movi
mento é só um momento do todo
ameno e estrondoso que conduz ao paraíso e que luz



Versos no álbum da moça

Sua verdade, sua gentileza
Inesquecível sua simpatia
Que junto à sua suave alegria
Faz de você legítima princesa


El

Quero rodopiar nas estrelas
Com a calda do doce de pêssego
E a esteira de fogo da cauda
Dos cometas que são cômicos
Planetas ou melhor são super
Irônicos atletas do seu
Céu-léu; princípio de a-
Mizade
Fica de olho no meu
Pode ficar à vontade 

domingo, 25 de setembro de 2016

Minha madame Min

Ela me adora
Venera
E aclara

E ao mesmo tempo
Só dá fora
Nem repara
Não me dá
O pé

Que tal o teu tel
Que tal o seu cel
Me tal o meu

Minha
Louracastanhamorenamulatanegajapapelevermelhaeskimó
Eu
Não acho ninguém
Burra
Feia
Incompreensível

Só você
Meu amor

E você vem/vai
Vai/vem
Me ignora no face
Me bloqueia no hot
Não vê o meu blog

Me xinga em tudo que é língua

Minha fonte
Minhas fome
Meu nenê
Minha foz
Minha luz

O nosso amor é um míssil
Complexo
É muito mais do que isso
É muito mais do que amplexo
Você pra mim é a minha Miss Brasil
E também a Miss Universo

sábado, 24 de setembro de 2016

Relação

Hoje você nasceu
E estouram big bangs
Pra comemorar
E risos e palavras pelo ar
Enchem o mundo da sua
Magnífica pessoa
Que legal que veio
Chega mais perto meio
Entre dois: ação
Reação <> relação

Quadrado, balão, ampulheta, caneta, livro, olhos no horizonte

Quadrado, balão, ampulheta, caneta, livro, olhos no horizonte
Melancolia
Merenconia
Não estou descrevendo o quadro no título
Mas sim criando um novo quadro que vc tb
Pode chamar assim: çe vosse foce retrata
R toda a magia da hora quer dizer do vão
Entre cada trilhionésimo de trilhão entã
O iria saber o que já sabe bem antes de
Nascer. Tipo fossê sabe o que é um mexi
Lhão ou melhor uma lhana ou ainda um ho
Mem e uma mulher? Se você disser assim:
Pra mim: um bebê um jantar uma cocacola
E um monte de confusão tipo contar pra a
Pagar eu vou dizer tipo a luz o gás a in
Condução eu vou dizer flusão fusão fio luz ne
On e você vai saber o tempo dentro do tempo to
Dos os momentos vão ficar parados na ampulheta
À espera na nova posição, quero dizer, quero
Falar mas é difícil de falar. Então eu vou sim
Plificar: estou feliz de conhecer você porque
É uma pessoa curiosa e pedra preciosa e ampulhe
Ta, sacou, tá legal, ta bem assim, olha pra mim 

Gangorra

Sobe ladeira desce a rua
Chic da cidade megalópoles
No bolso um frasco de pólen
E unas balas de própolis com mel

Pensa besteira pensa na nua
E crua verdade ou vestida
Com as rendas do sonho
E eu à dama do sonho

Eu rendo a minha home
Nagem
Pois eu sei ver
Com os olhos multifacetados

Sextavados e
Bilhionados da vida
Pois é,
É sim, ela é toda colorida 

Espelhos

Seus olhos são iguais
Mais muito mais
Seus olhos são espelhos
Mas tão belos
Seu olhar é o luar
Que mostra o mar
E o seu sorriso é preciso
E precioso
E eu fico assim orgulhoso
Porque reconheci
A Monalisa 

Encontros

Você tende ao que eu digo
Encontrar o paraíso
Nesse mundo
É só isso
E ir fundo
No sorriso
Você sabe o que é preciso
Você compreende
O que eu quero
Encontrar o paraíso
Para isso
É preciso
Encontrar o paraíso
Minha amiga
Meu abrigo meu abril 

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

23

A primavera se inicia
A primavera austral
No dia 23 de setembro
Mas isso é poesia
Quer dizer qual seria
O valor de uma nota
Tão banal
Pra dizer que a primavera
Teve início hoje
E eu acordei cedo
Pra saudar as flores
Do meu pensamento
Pra sentir o perfume
De cada momento
Pra saber que a vida
É o sentimento
E que a minha e a sua
Linda primavera
Tem início no dia
23 de setembro 

Fenda

Entro na tenda
E vejo tão bela
Com suas cartas
E sua bola
De cristal
Então eu falo
Leia a minha mão
Cigana
Eu acho
Tudo isso normal
O mar se estende
Para além da praia
E é rosa e presta
Sua homenagem ao calor
Do frescor do ardor
De cada sensação
E ao aroma sensacional
Da flor
E à cor
De cada cor
E ao nascer
Do sol
Então na areia
Da ampulheta
Que é a praia
De todos universos
Entre tudo
A fresta
Dos infindos
Pluriversos
Que são os versos
De um poeta maluco
E cheio de razão
De amor
A tudo
Quer dizer
Ao mundo
Quero dizer
À flora
Gestação
Eu a vejo
Tão cheia
De verdade
E ilusão
Tão inteira
No voo
Do avião
Tão certeira
Na minha
Confusão
No mar
Do amar
Clareia
A mulher
Chega
Junto
Pega
Minha
Mão

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

No meu caminho tem uma pedra preciosa

pepita
lembra
pedrita
menina
bebê
mulher
e também
dinamite
algo que existe
porque
só depende de você
algo que explode
e insiste
e eu nem sei
bem por quê
e também
pedra
preciosa
algo
que
ainda
vai
ser
você diz
que não sabe
que fazer
com o amor
que o poeta
sente por você
o amor
meu amor
é um sol
que brilha
sem parar
o amor
é uma flor
que nasce
por prazer
o amor
é uma cor
que anima
o viver
não precisa fazer
alguma coisa
o amor é suficiente
pra quem ousa
querer

the poem

when I saw your face for the very first time
I heard bells birds and a voice
that said to me that we
were one in portuguese
in english or deutsch
or in the language of God
and of the hearts that are
yours and mine
your name is all what I see
in all that I think
in everything I can see
I heard your voice just for a moment
and you was the sun that came inside my home
and my entire life
should it be that we've marked a date
at five o'clock pm
or was it a pure coincidence
that I met the essence of the time
and since that time I feed me
with this divine food
that enlighted my soul
and I will ask you so:
how old is love?







Gênesis

Renasceste em meus braços multiforme
Na terra um sol engendrando universos
Em marte a nossa fonte fome enorme
Por mundos planetários ou submersos

No fundo de oceanos mais diversos
Por eras ou segundos desconforme
Nasceu o nosso amor de fogo e versos
Que fita sem cessar fita e não dorme

Na paisagem caótica da esfera
Primeva mil relâmpagos dardejam
E a chuva cai constante a par do sol

É neste aqui e agora que o arrebol
Do sonho de dois deuses que se beijam
Faz do amor o princípio da nova era


Mar

Diria que é uma anja
Se essa palavra existisse
Diria que linda franja
Se ela viesse aqui e visse
Mas como é sou seu amigo
E digo aliás pergunto
Se quer almoçar comigo
E vou direto ao assunto
Peixe camarão lagosta
E pirão com pimenta na ceia
Frutos do mar, você gosta
Ouvi falar que sereia


Histórias em quadrinhos

Tonto com propostas amorosas
Ou coisas outras da vã poesia
Mar de estrelas-do-mar céu de rosas
Canções feitas de nuvens passadas
Paz amor palavras encantadas
Meia-noite mesmo eu via dia
Me enganava com as vozes de vocês
Entrei para um cursinho de inglês
Aprendi a cantar canções belas e doces
E não via que as rosas estrelas céus do mar
Eram uma mentira muito útil
E hoje ligo o rádio e caio numa fossa
Que o George Harrison aumenta mais muito mais
Já tô pinel de ouvir o Raul Seixas
E as músicas que só falam de paz
Quando não há paz não há não há
O Mad já não mais me arranca risos
Já nem mais acho graça no Pasquim
Parei de ler histórias em quadrinhos
E há tempos que eu não compro um Fradim


Sentimento

Tudo é certo neste mundo
Pois tudo tem sua beleza intrínseca
Mesmo um inseto
Ou um tsunami
Mas diante do teu rosto lindo
Mas frente aos teus olhos de uma cor de paraíso
Eu pergunto pra mim mesmo
Eu fico rindo sozinho
E ao mesmo tempo cheio de vocês
Uma pra cada segundo do complexo
Da matéria energia que é outra coisa
E que você faz do seu jeito brilhante e cortês
Quero transformar as suas fotos no papel de parede
Do computador cósmico e sem nexo
E no entanto cheio de entendimento
Quero ver você por perto


Consentimento

Química fina
Sempre fica quando ensina
A ver a ver a ver a ver
A ver
Os alquimistas
Recomendam
Ler e ler e ler e ler
E ler
Mas essa mina
Quartzo feldspato e mica
Me ensina por osmose
E por prazer
Eu estou com vontade
De te conhecer menina
E conhecer


















Verso

Porque ser poeta é difícil
Você sofre
Você sente mais prazer
Você voa
Você corre
Você vê tudo nascer
E crescer
Você vê
Os outros conseguirem fechar os olhos
Depois vê os destroços e abrolhos
Os poetas são fabricantes
Do amanhã
Somos seres da manhã
Portanto
Eles pensam que somos et
E é claro que nós somos
Quando na verdade
Nós somos
Somas
Dos ets
E dos humanos
Com uma outra coisa que
Amamos


terça-feira, 20 de setembro de 2016

Flocor©

Então toma uma flor
Na forma de uma cor
Ou então uma corrida
Na forma de uma linda e colorida
Qualquer coisa de bom
Pra falar de tom e som
Qualquer coisa com você
Pra ser praia e bebê
Chá gelado e sol no mar
Então vamos cantar
Então vamos sorrir
Venha ver venha ouvir
E a gente se alegra
E na onda se eleva, agora
A senhora me adora
No meu sonho
Agora eu sou risonho
Em meu sonhar
Agora estamos juntos
Amando
No radar
E dando o salto
Na onda
No sal e no alto
Anaconda
O beijo
No luar
Do meu desejo
Tudo em ar
Em or em er em ir em ur
E amar 

O sorriso de gata da Alice

Seus olhos são faróis do cosmos
Me chamam como se fosse a casa
Quente no meio do inverno inclemente
Seus olhos são um caso à parte e eu posso
Ficar o tempo todo ou muito tempo
Debaixo das asas quentes
Desses olhos lindos
Que você tem
Tudo em você é bom demais
Sua voz cheia de guerra e paz
Certeira e precisa como uma pedra preciosa
E tudo de bom que você instaura
E a beleza e verdade que você traz na sua aura rosa
Cor de rosa e azul
Mas o seu sorriso
Ah o seu sorriso minha querida
É a coisa mais bonita e bacana
Do hemisfério sul
E do mundo todo
Também 

Vamos voar de balão?

É tudo tão complicado
Que as pessoas ficam tontas feito baratas
Mas quando a gente conversa
O mundo todo entra nos eixos
E eu adoro tudo
Que envolve esta conversa
Eu não te peço nada
O meu pecado talvez seja a pressa e agora
Eu tenho todo o tempo do mundo
E o mundo inteiro aos meus pés
Quando a gente conversa 

Amor na relva

Um dia vou escrever um capítulo
Do meu romance com a moça musa assim:
Depois de tantos invernos consecutivos
O sol raiou pra eles dois enfim
E eles se olharam com ternura e com carinho
E foi tão bonito e amor que fizeram na relva
Que depois que o sol raiou eles se deram
E foram juntos rindo e beijando o seu caminho 

Let it bee

Abelha
Minha abelha
Minha abelhinha
Abelhuda
Talvez voar de balão ou de paixão
Seja algo arriscado e o medo mora ao lado
Mas a gente sabe quem mora na cara da gente
E no nosso coração
Então minha querida amiga
Eu que não sou poeta e só sei mesmo ser
Fico aqui e ficaria a noite inteira fazendo versos de amor pra você
Porque o amor é rei
Ele é tal
E quer
Acontecer 

Rubi Vermelho

Eu te falo que você é que é o rubi vermelho
Na minha poesia
A estrada é longa mas eu me sinto cheio de energia
Quando você me olha assim
Aí ela você falou:
– Lui, tira essa máscara
Você não pode ser poeta 100% do tempo
Ou do espaço, como fala que sente por mim
O meu abraço o meu beijo o meu cansaço
Quando na verdade eu te dou um oi de longe
Através do espaço
E eu melhor que molhei meus lábios na saliva dela
Mesmo antes do beijo que rolou depois da palavra dois
E lhe falei assim:
– Minha querida donzela
Minha bela minha fera
Minha menina/moça
Minha mulher
O amor e a poesia é a verdade de quem quer
E se dá e eu te dou o que tenho de melhor
Este desejo de estar perto de você
De olhar seus olhos e te dar coisas simples pipoca beijinhos
Pra você me dar o rubi vermelho da sua paixão
Como um vulcão
E a gente se beijou, se amou, conversou, e tudo se repetiu
Muitas vezes pela madrugada que raiou azul vermelha e rosa
Pra nós dois 

Seres Ceres

Quero passear com você
Quero passar a mão
No seu corpo todo
Me dá um copo dessa bebida
Um prato cheio
Dessa deliciosa comida
Fica comigo
Deixa a gente rolar
Deixa acontecer
E deixa eu conhecer
O seu ser
Você
Que sempre fala coisas comuns "vulgares"
“Prática”
“Observadora”
Eu conheço muita gente assim
Na verdade
A maioria
Em você eu vejo umas qualidades bem mais raras
Minha cara
Mais difíceis de explicar
Parece que tô fazendo poesia
Ou isto é uma cantada
Mas é verdade
E se eu fosse usar uma “palavra”
Diria que você é
Preciosa
Não dá pra explicar
Você tem o dom da preciosidade
As pessoas geralmente são idiotas
E ao mesmo tempo tão inteligentes
Sacam tudo
Porém desentendem, amesquinham
Já você cuida de tudo com carinho
Onde está você agora ? quero falar com você
Você me falou que isso é um vício
Escrever poesia e te ver
É verdade talvez ou melhor
Acho que é algo alimentício
Da minha alma e do meu ser
Meu amor 

Feliz poesia

Uma poesia feliz não é escrita
Ela acontece na vida e nos alegra
De uma forma que não dá pra (d)escrever
Um poema feliz de verdade será o dia em que eu beijar você
Se esse dia vier a acontecer

Beijar beijar beijar beijar beijar beijar
O dia inteiro e a noite inteira sem parar
Quanto mais eu desejo o seu beijo
E mais ele demora pra chegar
Mais eu quero você
Mais te desejo
Mais fico desejando
Te beijar

P.S.

Viu o filme Avatar
A moça era azul e tinha cinco metros
E mesmo assim amou o insignificante homenzinho
Então
Eu sinto o mesmo assim
Ah como eu amo cabelos e os seus sorrisos
Eles são as ondas de paixão
Num mar de amor sem fim pra mim!!!!!!


Lares

Eu amo os seus cabelos,
Os seus braços, as suas mãos,
Suas pernas, seu torso
Seu corpo todo
A sua boca, a sua fala
E as suas frases lapidadas
Como um quente raio de sol

Mas quando você não fala nada,
Os seus olhos sábios e mágicos
Derramam gotas de luar

Quero te chamar
Pelos nomes que invento pra você
Os que você só tem pra mim que só eu sei
E quero também chamar você meu bem no sentido
Daquele ser que nos faz bem
E fica comovido, uma sensação de zumbido
No ouvido da alma e do coração
Uma colmeia cheia do mel sem agrião
Do amor sem pecado nem perdão

Sinto uma vontade louca de te pegar

E depois te nomear Alice
Coelhinha e até mesmo miss simpatia
Você fala por favor me chame meu amor
E eu te escuto minha querida e te obedeço
Mas às vezes tropeço no sentimento luminoso
Do amor que você me desperta
E eu sonho com você
De almas alertas 

domingo, 18 de setembro de 2016

Bom dia

Acordo e vejo sol
E isso é bom
Sorri pra mim um dia a mais e eu com
Medo e preguiça já não fico
Porque daqui pra frente
Eu estou rico
De boas sensações
Será se você vai perceber
E me dizer que este é mais um poema
Com poesia?
Meu amor,
Você sempre está certa
E isso não me irrita
Isso me enche de alegria
Eu já nem sei por quê
Mas sei que me sinto todo dia
Quando acordo
Iluminado pelo sol
E por você 

O menino chegou

Veio o menino, sorridente e belo, Entrou pelo jardim, chegou-se à fonte, Deitou ao chão suas armas; e eu, ao vê-lo, Fiquei mudo, e olhei para o horizonte.
“Ele veio beber e descansar, Não quer mais nada, recostou o arco E as flechas, não está a procurar Mais um peito que sirva de alvo e marco
A seus tiros certeiros de paixão”. Isso eu pensei, tentando ganhar calma, Enquanto ele soerguia a própria mão
De finos dedos claros, e com a palma Estendida, acertou meu coração, Fazendo então minha alma amar tua alma.

Jujuba

Juba de leão
Pena de pavão
Garra de leoa
Olho de pavoa
Tu és uma lua
Que se insua
Entre as nuvens
E vens 

Amor cósmico

Quando vi você
De cara
Eu reconheci você
Das mesmas eras
De onde vieram as estrelas
Os universos big bangs
E as florestas
Agora veja
Tanta força ao  meu dispor
E eu sei usar
Mas não precisa usar
É só amor

sábado, 17 de setembro de 2016

Sexta

Então
Vem a sexta-feira
O sábado
E o domingo
E eu queria falar com você
Não sei o que você faz
Ou onde você está
Você tem seus amigos
Seus amores
Sua filha
Sua família
Eu fico olhando pros sons
De antigas canções de sol
E fico querendo tanto
Poder lhe ver
Meu anjo azul 

Mulher maravilha

Eu amo o seu sorriso bem bacana
E o mais é o resto que refogo
Num molho que acompanha
O sentimento
Que eu tenho visto
E eu sinto isto na pele do meu credo
E por todas as fibras do universo
Eu amo esse sorriso
Maravilha
Que você traz no rosto
E todo o resto 

Encontro

Porque o remédio
Pra esse tédio em forma de domingo
Com frio tv comerciais e tudo lindo
Seria encontrar de novo com aquela
Que eu vi pela janela do meu sonho
Que tive ou melhor tivemos juntos
E suponho que esse assunto é muito longo
Pra tratar aqui e ali
Então façamos assim
Espero por você hoje
No sonho



Gelo decerto

Você era uma garota que corria por tudo
e escrevia quase bom de vez em quando
as coisas foram rolando como pedras de gelo num deserto
e seus poemas foram ficando
certo perto errado longe e de um jeito que esconde
e mostra ao mesmo tempo
então dona poeta esta fala minha
é uma langue parole em homenagem a você
que tem a poesia nas pontas dos seus pelos
e os anelos cheios da força viva da poesia
e sabe mesmo sem querer
saber por quê
sabe da poesia
e de você



sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Escarcéu

Que coisa boba
Toda hora entro na internet
Pra ver se você falou alguma coisa
E se de repente
Você falou comigo
Então é urgente
É uma coisa louca
Mas se eu descubro rouco
Que você falou pra mim
Então a alegria não tem fim
No céu da nossa boca
Eu eu fico assim

Cadê você saci pererê?
Onde é que tá tu jeca tatu?
Onde ocê foi bumbameuboi?
Onde cê tá boitatá?
Onde me ateia
A sereia

O pequeno Cupido me mordeu
Agora esse sou eu
Eu eu eu eu eu eu eu eu eu eu
Eu eu eu eu eu eu eu eu eu eu
Eu eu eu eu eu eu eu eu eu eu
Não quero desistir quero querer
Você você você você você
Você você você você você
Você você você você você
Você você você você você

Moto contínuo

Jujuba
Na verdade, a verdade, eu vou te contar a verdade
Há dias que eu quero conversar cara a cara com você
Tem horas que eu só consigo pensar na sua boca
E em beijar você, beijar muito, sem parar
Até você arfar ou gargalhar de prazer
Até o dia amanhecer
Quer saber
A coisa é assim,
Agora e pra sempre
Você é uma fonte de inspiração infinita
Pra mim

Jujuba

Parece uma garotinha
Ou alguém perdido numa rua
Como toda grande artista
Aparece sempre nua
Mesmo quando está vestida
A sua alma fica na frente
Ela com essa coragem
E olha pra toda gente
Vê tudo e todos com voracidade
Não canta em vão não canta bobagem
Ela canta o céu e o chão numa grande viagem
Que está toda na palma da sua mão
Ela é uma pessoa tão linda que o mundo todo
Saiba ou não saiba a ama sim
Eu sei que a amo
E a quero
Assim

Moça fluminense

Porque mora no Rio de Janeiro
Mas assim como ela é
Melíflua e lisa
Parece um peixe
E me deixa louco
Maluco desvairado
De amor e desejo
Não há comida que chegue
Música bem alto
Poesia pela madrugada
Moça linda gostosa
Moça amada
Gamado
Pela moça vascaína
Porque ela não liga pro futebol
Que o futebol se exploda
Tudo que eu quero saber de você
É se você liga pra mim
Agora entende?


Janela

Parece que se vierem milhões de sóis
Eu vou continuar sentindo esse fulgor
Eu sei que ao ver a moça na janela fica
Bonita a moça a janela a tarde o universo
Eu quero te fazer um verso eu quero falar
De sensações suaves e fortes como um vórtice
De estrelas e seus adorados planetas que ficam
Assim o tempo todo em volta delas. Minha
Querida amiga, você já pensou
Nisso? O universo inteiro é feito de amor 

Fiz uns versos

Linda é muito você
Parece uma estrela um bebê
Aliás, correção:
Você é bebê e é uma estrela
Coração